Rádio ACE
  16 de junho de 2023

O papel do compliance em operações financeiras internacionais

Compreender a importância como funciona o compliance em empresas é fundamental para o sucesso de negócios que atuam no mercado global. 

O compliance é uma área importante  para empresas de todos os tamanhos e setores, e têm se tornado cada vez mais relevante em um ambiente globalizado regulamentado.

Neste artigo, explicamos o que é compliance e o seu papel em operações financeiras internacionais, destacando os principais desafios e riscos envolvidos na gestão fiscal de empresas que atuam no mercado global. 

Compliance: conceito e importância

Compliance é um termo utilizado para descrever a concordância com as regras, normas, leis e políticas que regem o ambiente de negócios de uma empresa. Em resumo, é o conjunto de práticas e políticas que uma empresa adota para garantir que suas operações estejam em conformidade com as regulamentações aplicáveis.

objetivo do compliance é garantir a integridade das operações da empresa, minimizar os riscos de violações de leis e regulamentos, proteger a reputação da empresa e aumentar a confiança dos investidores e stakeholders. 

O compliance é fundamental para a gestão de qualquer empresa, independentemente do seu tamanho ou setor de atuação. Em operações financeiras internacionais, a importância do compliance é ainda maior, pois as transações internacionais estão sujeitas a regulamentações e leis tributárias específicas de cada país.

Além disso, não podemos deixar de ressaltar que o não cumprimento das regulamentações aplicáveis pode levar a penalidades financeiras severas, e ainda prejudicar a reputação da empresa e afetar sua capacidade de fazer negócios no futuro. 

O compliance é, portanto, uma parte crucial da gestão eficaz de riscos e da proteção do valor a longo prazo da empresa.

Desafios em operações internacionais

Como mencionado, cada país tem suas próprias políticas regras fiscais, que podem mudar com frequência e ser muito complexas; sendo assim, a falta de conhecimento acerca dessas pode levar a erros e exposição a riscos.

A falta de transparência e de padronização nos processos de compliance também pode ser um obstáculo para as empresas que desejam implementar práticas eficazes de conformidade em operações internacionais.

Outro desafio é a comunicação com as autoridades fiscais de diferentes países. É necessário estar preparado para lidar com diferentes sistemas fiscais e com a burocracia que pode ser encontrada em alguns países.

A gestão de riscos e o compliance são atividades intimamente relacionadas, já que o compliance visa a minimizar os riscos legais, financeiros e reputacionais para a empresa. 

Deste modo, para realizar uma gestão efetiva, é fundamental que as empresas identifiquem os riscos associados às suas operações e desenvolvam estratégias bem definidas e atualizadas para mitigá-los, que levem em consideração as leis e regulamentos tributários aplicáveis a cada país. 

Também é importante investir no treinamento dos colaboradores, para que eles estejam cientes das políticas práticas de compliance. Fora isso, as empresas também podem recorrer a tecnologias avançadas, como análise de dados e inteligência artificial, para aprimorar a identificação e mitigação de riscos em operações internacionais. 

Ferramentas e parceiros para auxiliar o compliance

Para auxiliar a implementação e a gestão de práticas de compliance em operações financeiras internacionais, é possível contar com ferramentas e parceiros especializados

O Brasil é um país altamente regulamentado e a lavagem de dinheiro é uma preocupação séria para as empresas de transferência de dinheiro. Neste cenário, o Travelex Bank, por exemplo, escolheu a solução com tecnologia ThetaRay SONAR AI para monitoramento de transações e triagem de lista de sanções para monitorar e detectar ameaças de crimes financeiros conhecidos e desconhecidos, incluindo tráfico de pessoas e tráfico de animais.

Quatro práticas e ferramentas que podem facilitar o processo são:

1. Plataformas de Gestão de Riscos e Compliance acompanham os riscos de conformidade em tempo real, oferecendo recursos para monitorar e avaliar os riscos em diferentes regiões e setores, a partir do rastreio e gestão de mudanças nas regulamentações, relatórios automatizados e painéis de controle para análise de dados e avaliação de desempenho.

2. Serviços de Due Diligence são fundamentais para garantir que as empresas estejam cumprindo as regulamentações aplicáveis e mitigar os riscos associados a transações internacionais ao fornecer uma avaliação detalhada dos riscos envolvidos em uma transação, incluindo questões regulatórias, trabalhistas, ambientais e de segurança, entre outras.

3. Já os softwares de Gestão Fiscal ajudam a monitorar as transações financeiras da empresa e a garantir a conformidade com as leis e regulamentos tributários aplicáveis.

4. Contar com a ajuda de parceiros especializados, como consultorias e escritórios de advocacia, vai ajudar a empresa a entender as leis e regulamentos tributários aplicáveis, desenvolver uma estratégia efetiva e a implementar as políticas.

compliance desempenha um papel fundamental em operações financeiras internacionais. A implementação de práticas e políticas de conformidade ajuda a garantir a integridade das operações da empresa, a reduzir a exposição a riscos e a aumentar a confiança dos investidores e stakeholders.

Travelex Bank, primeiro banco exclusivo para operações de câmbio regulamentado pelo Banco Central no País, é um dos principais fornecedores mundiais de câmbio, e oferece com segurança praticidade uma variedade de produtos de transferência internacional de dinheiro, incluindo importação e exportação, remessas e pagamentos em massa. 

Nossos especialistas estão à disposição para encontrar, com agilidade, as melhores oportunidades para a sua empresa. Entre em contato e conheça!

VEJA MAIS

1 de setembro de 2023
Vídeo Institucional ACE 2023

12 de junho de 2023
MESA PODCAST #29 – ORAL UNIC

1 de junho de 2023
MESA PODCAST- #27 UNIFIPA



Top