você está em » Artigos
Data de Publicação: 27/07/2017
TELEMARKETING INCOVENIENTE

José Carlos Buch

 

Boa noite, meu nome é.... e falo da .... e,  para maior segurança informo que esta ligação está sendo gravada. Quem nunca recebeu ligações como essa da Vivo, da Claro e da Tim? E, quem não recebeu ligações de instituições financeiras da qual você não é cliente(e nem quer ser) lhe oferecendo cartão de crédito ou seguro? Ou ainda,   da Casa de Maria, da LBV, do Asilo de tal e de tantas outras instituições, muitas de outras cidades,  pedindo contribuição? Seguramente ninguém está a salvo dessa panaceia de chamadas inconvenientes que,  indesejadamente  contemplam todos os titulares de linhas de telefone fixo ou móvel. E, se você não atende, não param de ligar –cada ligação de um número diferente –, mas, invariavelmente do mesmo código de área, o que leva a pressupor partir da mesma empresa ou instituição. São comuns também  ligações de empresas de cobranças querendo falar com funcionários que não mais mantém vínculo empregatício há anos. Virou uma festa tudo isso e, para ser claro(a Claro é uma das campeãs), é um saco não é mesmo? E os horários dessas chamadas?  São os mais inoportunos e inadequados possíveis. A insistência é tão grande que, se você não atender, chegam a ligar inúmeras vezes no mesmo dia do mesmo código de área,  alterando-se o número da chamada. O telefone sempre foi uma das mais importantes ferramentas de comunicação no mundo moderno e no relacionamento interpessoal. Atualmente, principalmente o celular,  tem múltiplas funções e, infelizmente,  serve também como instrumento para as operadores de telefonia e  telemarketing incomodarem  as pessoas. É claro que ninguém bate à sua porta para lhe oferecer vantagens, embora esse seja sempre o discurso. E nessa senda, surgem também as ditas “empresas parceiras” das operadoras. Elas se propõem a fazer uma análise dos seus custos com telefonia e reduzi-los significativamente. Essa é a última moda do mercado, mas,  na grande maioria tudo não passa de pura picaretagem, principalmente quando o pacote inclui a disponibilização e instalação “a custo zero”,  de um determinado “x” número de novas linhas por um período determinado. Cuidado, pois nesse caso, o barato tende a sair caro! E se você caiu nessa, a situação é mais complicada, lembrando que,   para cancelar aquelas linhas instaladas ou disponibilizadas  a “custo zero”, que na verdade é um engodo,  a operadora lhe impõe uma multa que você desconhece e que não está prevista em nenhum documento, porque toda a operação é realizada via telefone pela “empresa parceira”, usando o seu nome evidentemente. E, nessa hora a dita “empresa parceira” desparece ou fica enrolando com promessa de solução do problema que, nunca acontece.   Se você foi uma dessas vítimas, cancele tudo e discuta a multa,  pois sem contrato assinado fica difícil a operadora conseguir sucesso na cobrança. Quanto à aporrinhação do telemarketing, tente bloquear os números de onde partem as chamadas ou simplesmente ignore como a maioria faz. Vença-os pelo cansaço!!!

 

advogado tributário

www.buchadvocacia.com.br

 

 

buch@buchadvocacia.com.br

VEJA TAMBÉM
A CIDADE VISTA DO ALTO II
EDUCAÇÃO, ÉTICA, CARÁTER E DIGNIDADE
MOHAMED BZEEK, PAI DE CRIANÇAS TERMINAIS
IMPOSTOS EM PROMOÇÃO
O APITO DO TREM
TELEMARKETING INCOVENIENTE
A ORIGEM DA CACHAÇA E DA EXPRESSÃO “MERDA” NO TEATRO
A DOENÇA DO SUOR E A HISTÓRIA DE ANA BOLENA
BASTA!
PÁSCOA
Copyright © Ace Catanduva2016