você está em » Notícias
Data de Publicação: 09/02/2017
Varejo abre 2017 em queda, aponta Serasa Experian

 

Material de construção liderou queda no primeiro mês do ano

São Paulo, 06 de fevereiro de 2017 – De acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, o movimento dos consumidores nas lojas de todo o país caiu 2,1% em janeiro/17, já efetuados os devidos ajustes sazonais. Em relação ao mesmo mês do ano passado (jan/16), o recuo da atividade varejista no primeiro mês de 2017 foi de 4,2%.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, desemprego em alta e a necessidade de quitação de dívidas por parte do consumidor, objetivando sair da inadimplência, manteve o consumo enfraquecido neste primeiro mês de 2017.

A maior queda dentre os segmentos varejistas em janeiro/17 foi nas lojas de material de construção, com recuo de 3,6%. No segmento de veículos, motos e peças a retração foi de 2,4%, bastante semelhante ao recuo de 2,2% observado no setor de móveis, eletroeletrônicos e informática. Também houve retração de 1,6% em janeiro/17 tanto no segmento de combustíveis e lubrificantes como no de tecidos, vestuário, calçados e acessórios. Somente houve variação positiva em janeiro/17 nos supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas: alta de 0,8%.

Na comparação com janeiro de 2016, todos os segmentos varejistas recuaram neste primeiro mês de 2017, a saber: supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-5,9%); móveis, eletroeletrônicos e informática (-11,3%); combustíveis e lubrificantes (-3,2%); veículos, motos e peças (-9,4%); tecidos, vestuário, calçados e acessórios (-11,2%); e material de construção (-12,1%).

http://www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/atividade_comercio.htm

Metodologia do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio

O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio é construído, exclusivamente, pelo volume de consultas mensais realizadas por estabelecimentos comerciais à base de dados da Serasa Experian. As consultas (nas formas de taxas de crescimentos) são tratadas estatisticamente pelo método das médias aparadas com corte de 20% nas extremidades superiores e inferiores. Com as taxas de crescimento tratadas e ponderadas pelo volume de consultas de cada empresa comercial é construída a série do indicador. A amostra é composta de cerca de 6.000 empresas comerciais e o indicador, com início em janeiro de 2000, é segmentado em seis ramos de atividade comercial.

VEJA TAMBÉM
6 perguntas e respostas sobre empreendedorismo digital
Cinco motivos para pertencer a uma Associação Comercial e Empresarial
Prefeitura incentiva capacitação de MEIs para reduzir ‘mortalidade’
Cinco dicas para vender mais no mês das festas juninas
Reunião Deve Traçar Metas Para Catanduva se Tornar Estância Turística
Solidariedade: 20 instituições de Catanduva se únem e lançam o Espaço da Mulher!
‘Pesque e Preserve’ promove pesca esportiva e lazer em família
CONVITE PARA DEBATER SOBRE PLC 14/2017
Concessionária da Petrobras vai levar gás natural para Catanduva
Instituições se unem para ajudar quem pensa em abrir negócio próprio em Catanduva
Copyright © Ace Catanduva2016